Relato da experiência

O lema da Escola Itinerante , no Polo Pesqueira, foi o acolhimento recíproco, expresso nas palavras e nas atitudes dos instrutores, dos participantes e também dos parceiros. Assistimos, a cada aula, uma movimentada troca de ideias e um rico desfile de conhecimento, que fizeram sucesso tanto de público como de crítica.

O êxito do Projeto Escola Itinerante está etimologia do verbo colaborar, que significa trabalhar juntos para que  os cursos acontecessem. Além de todos que formam EJ6, o  Diretor da Vara de Pesqueira(Carlos), A Diretora do Colégio Santa Dorotéia(Tia Macira) e o Presidente da OAB-Pesqueira(Dr. Augusto) contribuíram muito para realização desse projeto.

No auditório de um quase secular colégio, o Santa Dorotéia,  foram abordados assuntos atinentes aos aspectos práticos e teóricos das transformações do Processo  e do Direito do Trabalho, que, em linhas gerais, ficaram claros que são reflexos de uma nova dialética capital versus trabalho.

Tratar  temas dessa magnitude em plena a cidade de Pesqueira tem tudo  a ver, uma vez que de transfiguração o município entende, ele viu no século passado a riqueza de suas fábricas se esvair devido as artimanhas  do Sistema Capitalista.

No entanto, a cidade da Renda e Doce preserva   parte do seu conjunto arquitetônico, casario em que vivia burguesia do passado, registro de uma  Belle Epoque pesqueirense e também investe pesado em educação de suas  crianças e de seus jovens. Esses sinais, por si só, já bastam para indicar  tempos auspiciosos para o município de Pesqueira. 

Fotos do evento

Entrevistas

Última atualização: quinta, 29 Jun 2017, 16:39